Arquivo

Archive for outubro \29\UTC 2010

Homenagem do agBook ao Dia Nacional do Livro

29 de outubro de 2010 Deixe um comentário

Dia 29 de Outubro o Dia Nacional do Livro e ns do agBook temos a honra de parabenizar todos que, ao longo da histria, se empenharam para tornar realidade um dos bens mais preciosos que temos, que a magia de transmitir histrias atravs da escrita e da leitura, ultrapassando barreiras e fazendo com que o conhecimento esteja ao alcance a todos.

Sobre o Livro…

O livro nasceu aproximadamente 500 anos, trazendo o encanto da escrita, que era capaz de transmitir, atravs de palavras, mensagens de um comunicador ao seu receptor.

Os primeiros livros foram escritos em argila e pedra, mas devido a dificuldade do seu transporte logo eles foram substitudos pelo papiro, livro feito a base de plantas.

Aos poucos o papiro foi sendo trocado pelo pergaminho, feito do couro de certos animais, pois alm da facilidade transport-lo, havia tambm a facilidade de costur-lo.

Anos depois o livro continua sua evoluo com o aparecimento de margens e pginas em branco, tambm surge a pontuao no texto e o uso de letras maisculas.

Em pouco tempo foi surgindo a diagramao, com o aparecimento dos ndices, sumrios e resumos, fazendo com que o pergaminho logo fosse substitudo pelo papel.

Porm, em toda a histria do livro, a inveno mais marcante para a sua evoluo foi a IMPRESSO, esta j feita a base de tintas. Ela foi a responsvel pela popularizao do livro, pois com o custo menor trazido pela produo em srie, o livro tornou-se acessvel todas as classes.

A partir de ento novas tecnologias no param de surgir, trazendo com elas as mais diferentes tipografias, acrescentando imagens, fotografias e cores.

Assim, com a qualidade da impresso e os livros cada vez mais portteis, a leitura passa a ser encarada como forma de conhecimento, prazer e entretenimento.

O enorme destaque do livro, fez com que o mundo logo percebesse o reconhecimento do autor, pois era ele o responsvel por trazer a magia em forma de palavras e o conhecimento atravs de suas teorias. Sua dedicao fez com que a informao ultrapassasse a barreira da distncia, tornando-se conhecimento de todos. Alis toda a tecnologia do mundo no valeria de nada se por trs dela no existissem pessoas que apenas querem acrescentar ao mundo a sua histria.

Uma homenagem do time agBook.

O Autor Alex Gruli apresenta o seu livro publicado no agBook: “Letargia”

27 de outubro de 2010 Deixe um comentário

O convite realizado em 2007 pela Cia. Os Satyros para participar do 1 Dramamix – evento de dramaturgia realizado durante as Satyrianas em So Paulo -, foi o primeiro passo para o ator Alex Gruli, um dos fundadores da Cia. Os Fofos Encenam, comear a escrever sobre o tema letargia. Depois de outra participao no evento, surgiu o convite de uma amiga para publicar a obra com a ajuda do projeto da AlphaGraphics, em que o prprio autor edita o livro, cria a capa e pensa na diagramao.

Assim, o ator lana na internet seu primeiro livro, “Letargia”, obra que relaciona os sintomas descritos para o doente letrgico (perda temporria e completa da sensibilidade e do movimento por causa fisiolgica) com o ser humano nas relaes sociais e amorosas contemporneas. Nele, o autor busca identificar tais sintomas no dia a dia das pessoas e evidenciar a maneira como se tornam letrgicas com a passagem do tempo, at que algo impactante o suficiente faa com que elas voltem a reagir aos acontecimentos a seu redor.

A seguir, confira entrevista realizada com o autor, que formado em Artes Cnicas pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), e j participou de grupos como Cia. Razes Inversas e XPTO. No bate-papo, Gruli conta um pouco como foi a criao do livro, as dificuldades de se publicar e lanar pela primeira vez uma obra, e comenta sobre a possibilidade de realizar uma montagem teatral baseada no texto.

CPT: Conte um pouco sobre seu livro? Como foi sua criao?
Alex Gruli: A ideia da publicao de “Letargia” surgiu com o pensamento de juntar um texto teatral meu, que d nome ao livro, com vrios outros textos em formato de pequenos contos, que juntos traziam a mesma ideia: a forma como a relao pessoal se tornou quase catatnica em nossos tempos, em como as pessoas se comunicam de forma incompreensvel, gerando interaes letrgicas. Esse texto teatral surgiu da juno de dois outros que criei para edies do Dramamix (2007 e 2008), evento dentro das Satyrianas, costurados e interligados para que gerassem um nico corpo. Todos os outros textos surgiram atravs da observao de temas ligados aos questionamentos centrais da pea inicial.

CPT: Da onde surgiu a ideia de tratar desse tema?
Alex Gruli: A ideia surgiu exatamente da no-ideia. Como sou um ator que se arrisca pelo campo da dramaturgia (e no um dramaturgo propriamente dito), muito difcil pra mim quando sou obrigado a pensar um tema e comear a escrever, com esse rigor profissional. Meus textos surgem sem premeditao, simplesmente comeando a escrever sem roteiro nem tema pr-definido. Assim, olhando parte de minha obra literria com distanciamento, consegui enxergar uma ligao entre esses textos escolhidos para o livro, percebendo claramente que eles discutiam a mesma questo.

CPT: Como foi a deciso de publicar seu primeiro livro?
Alex Gruli: A ideia da publicao surgiu do convite de uma amiga que conduz o projeto da Alpha Graphics, denominado “AGBook”. Alis, indico esse projeto inovador para todas as pessoas ligadas ao teatro que nunca tiveram a oportunidade de verem seus textos serem publicados, sem que pra isso voc precise passar pela avaliao de uma grande editora. No site desse projeto, o autor edita seu prprio livro, cria a capa e pensa a diagramao de tudo, viabilizando assim seus textos para todos que quiserem.

Esse meu primeiro livro individual publicado. No ano passado, um texto meu foi includo na edio da “Coleo Primeiras Obras”, editada pela Imprensa Oficial, projeto conduzido por Ivam Cabral que recebeu at indicao ao Prmio Jabuti. Mas esse o primeiro livro com textos s meus.

CPT: Pretende montar no teatro os textos publicados no livro?
Alex Gruli: O texto teatral “Letargia” teve leitura dramtica realizada no Teatro Maria Della Costa, com recepo muito calorosa do pblico. Acredito muito que ele ser encenado logo. No tenho pretenso de dirigi-lo, muito menos de produzir a montagem, mas pode ser que esse cenrio ainda se modifique e eu aceite uma dessas funes como forma de viabilizar um possvel espetculo. Quanto aos outros textos, todos se caracterizam como contos, dificultando a transcrio disso para a cena. Mas no excluo a possibilidade de uma adaptao, talvez num processo de criao coletiva ou algo do gnero.

CPT: O livro ter um lanamento oficial?
Alex Gruli: O livro no tem um lanamento oficial agendado, justamente por ser minha primeira experincia como dramaturgo. Os planos so realmente testar essa primeira obra de forma alternativa, lanando a publicao na internet e aguardando as reaes acerca do contedo. Quem sabe numa prxima publicao ou num prximo livro esse cenrio j tenha mudado. As pessoas devem acreditar em seu potencial, em qualquer rea e em qualquer experincia que queiram fazer. Mas os passos para atingir seus objetivos devem ser sempre pequenos e do tamanho de suas pernas. Alis, s tenho a agradecer Cooperativa Paulista de Teatro por dar a oportunidade de falar sobre o livro aqui, dramaturgo iniciante que sou. justamente por iniciativas como essa que nossa cooperativa se torna cada dia mais forte.

SERVIO:
Letargia
Autor: Alex Gruli
Nmero de pginas: 80
Peso: 170 gramas
Edio: 1(2010)
Acabamento da capa: Papel Couch 300g/m, 40, laminao fosca.
Acabamento do miolo: Papel offset 75g/m, 11, cadernos fresados e colados (para livros com mais de 70 pginas) ou grampeados (para livros com menos de 70 pginas), A5 Preto e Branco.
Formato: Mdio (140x210mm), brochura com orelhas.
Preo: 29,99
Onde comprar: http://www.agbook.com.br/book/17998-Letargia

Fonte: Cooperativa Paulista de Teatro

Saiba como se conectar ao agBook

26 de outubro de 2010 Deixe um comentário

Para quem ainda no sabe, alm do site www.agbook.com.br, voc tambm pode se conectar com o agBook atravs de redes sociais como o Facebook, Twitter, Orkut, YouTube e Blogs.

Diariamente, alimentamos nossas redes sociais com contedos interessantes, como dicas para os autores, recomendaes de leituras, destaque do agBook e muitos mais. Alm de responder dvidas e fornecer todo o suporte que nossos usurios precisam.

Ento, se voc ainda no conhece as redes sociais do agBook, no perca tempo e comece agora mesmo a se conectar. Clique nos links abaixo e faa parte da nossa rede de amigos.

Facebook

Twitter

Orkut

YouTube

Blog

Ning

Estamos esperando voc!

Abs,

Time agBook

www.agbook.com.br

agBook: Dicas para divulgar seu livro – Marca se faz todo dia

20 de outubro de 2010 Deixe um comentário

Esta a nossa quarta e ltima dica da srie Como divulgar seu livro. Hoje falaremos sobre a marca, ou seja, voc e seu livro.


– O primeiro passo criar a sua marca

– Web e a posteridade: cada publicao sua fica “eternizada” na web

– Divulgao tarefa constante: continue blogando, postando, publicando artigos

– Novas publicaes = resultados que se acumulam. Mais visibilidade

– Forme uma audincia slida: aumente sua audincia, crie novas relaes entre escritor e leitores

– Mantenha foco e constncia

– Fique atento s novas ferramentas da web

Estas so dicas extradas dos nossos Cursos para Autores. Para v-las em detalhes,
clique aqui.

Abs,

Time agBook

www.agbook.com.br

twitter.com/ag_book

19 de outubro de 2010 Deixe um comentário

O escritor Emlio Figueira tem 41 anos e um apaixonado pela arte. Em seu site www.emiliofigueira.com.br ele conta um pouco sobre seus primeiros passos, sua trajetria e obras publicadas.

S no agBook, o autor j publicou quatro livros: A Meia-Idade no Sculo XXI; O Homem que Amou em Silncio; Como Escrever e Publicar Livros e Escrevendo o seu Livro.

Encantados com essa histria, ns separamos alguns trechos para apresent-la a vocs:

Nasci numa romntica noite em setembro de 1969. Tenho uma deficincia, devido uma falta de oxigenao no crebro durante o parto, originando problemas de coordenao motora e fala, ocasionando paralisia cerebral, o que foi regado por longos e intensos tratamentos durante a dcada de 1970. Naquele perodo, pessoas com deficincia eram “preparadas” para viver dentro dos muros das instituies, sendo assistidos por rgos oficiais que financiavam esse isolamento do convvio social. Porm, no incio dos anos 1980, um grupo muito grande dessas pessoas resolveu “derrubar esses muros” e sair para conquistarem espaos na sociedade. E eu, graas a Deus, fui um deles… E tenho muito orgulho de ter sido um dos personagens dessa abertura!”

Desde muito cedo, tive uma queda muito grande pelas artes. Fui alfabetizado aos 5 e aos 7 j escrevia meus primeiros poemas e ensaios. Aos 11, sai da casa de meus pais em So Paulo, indo morar com meus avs maternos em uma pequena cidade do interior paulista, chamada Guaraa. Aos 12, j realizava e escrevia reportagens para a “Folha de Guaraa”; aos 16, escrevia o jornal praticamente sozinho, alm de colaborar com outros da regio e, aos 18, formei-me em jornalismo tcnico. Ter vivido oito anos nessa cidade foi fundamental para a formao da minha personalidade, onde atravs da convivncia com aquele povo muita coisa est presente at hoje no meu dia-a-dia e nas minhas melhores criaes!”

Tambm me especializei em “Deficincia e Comunicao Social”, escrevendo vrios trabalhos sobre a temtica; depois, especializei-me em “Deficincia e Literatura” e, por ltimo, em literatura infantil. J fui jornalista de quase todas as publicaes voltadas s deficincias no Brasil e assinei por um ano uma coluna semanal sobre Incluso Social no site da Globo.com. Fui editor-chefe do blog “Psicologia e Deficincia” por dois anos. Escrevi algumas peas para o teatro, roteiros para cinema e televiso, ganhando um concurso internacional de Dramaturgia em 2000. Sempre fiz inmeros cursos de artes plsticas, literatura e msica, alm de pintar alguns quadros. E, dentre muitos cursos de pequena durao, cursei Histria da Arte e Histria da Msica.”

Ao todo, escrevi 71 livros, sendo que 40 joguei fora (por consider-los que foram apenas um exerccio de estilo e ritmo de escrita), 20 j foram publicados e o resto continua indito, entre romances, contos, ensaios, poesias, infantis, teatro…”

Trechos retirados do site: www.emiliofigueira.com.br

Voc pode conhecer o trabalho do escritor no agBook clicando aqui.

At a prxima.
Time agBook

18 de outubro de 2010 Deixe um comentário

J parou pra pensar quantas vezes precisamos dos seus cuidados?

Pois foi pensando nisso que, no dia do Mdico, ns do agBook queremos gritar o nosso muito obrigado! E agradecer a todos os mdicos, enfermeiros, assistentes e profissionais da sade que diariamente se emprenham para cuidar e preservar o nosso bem mais precioso: A vida.
Parabns pelo seu dia!

Clique Aqui para conhecer os livros de medicina publicados no agBook!


Abraos,
Time AlphaGraphics

15 de outubro de 2010 Deixe um comentário

Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina”…

Hoje, dia 15 de Outubro, um dia muito especial para ns do agBook, pois o dia do nosso to querido e admirado professor.

O Professor aquele que ensina e transmite algum conhecimento. Para o exerccio dessa profisso, necessrio ter qualificaes, para que se consiga transmitir a matria de estudo da melhor forma possvel ao aluno.

Sua profisso uma das profisses mais antigas e respeitadas do mundo, tendo em vista a sua importncia para o crescimento e desenvolvimento da sociedade.

Por isso, no podamos deixar de prestar essa singela homenagem a todos os professores do Brasil, que a cada dia nos transfere o que sabe e nunca deixa de aprender com os seus prprios ensinamentos.

Um grande abrao.

Time agBook